A árvore de Natal

O Natal revive costumes originários de vários países e de épocas diversas.

Nem todos os historiadores aceitam 25 de dezembro como o dia preciso do nascimento do Cristo.
Os contestadores alegam que, na época do Império Romano, os pagãos comemoravam entre os dias 21 e 23 de dezembro, o solstício de inverno, a noite mais longa do ano no hemisfério norte.
Provavelmente, este tenha sido o motivo pelo qual a Igreja Católica adotou a data para o aniversário de Jesus, por ser uma noite longa, de comemorações, isto a partir do século IV.

Sabemos também, que existem inúmeras estórias e lendas para justificar os símbolos natalinos, dos enfeites, das luzes e até mesmo da ÁRVORE DE NATAL.
Uma graciosa lenda buscando explicar a origem da árvore de Natal, nos conta que havia 3 árvores próximas ao presépio: uma oliveira, uma tamareira e um pinheiro, que desejavam honrar o recém-nascido.

A oliveira ofereceu suas azeitonas, a tamareira suas tâmaras, mas o pinheirinho não tinha nada para oferecer, ficou muito triste por isso e num pedido solitário e poderoso rogou ao céu que o ajudasse, pois gostaria imensamente de participar da homenagem ao lindo recém-nascido.
Sua solicitação foi tão sincera e fervorosa que lá do alto, as estrelas ouviram seus lamentos e diante daquele pedido tão cheio de amor e fé, não conseguiram resistir e então desceram do céu e pousaram sobre os galhos do pinheiro, oferecendo-se como presente, o mais lindo e brilhante presente que o Menino Jesus pode receber naquela noite.

Apesar de divergências e dúvidas, o Natal é uma festa!

Uma festa de amor, renovação do Cristo em nossas vidas, em sintonia com a Luz Divina!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>