O sangue imigrante me fez retomar!

Dos muitos retalhos que encontrei em minha caixa, este me fez forte e segura, por isso escolhi relembrar!

 O sangue imigrante me fez retomar!

Homens e mulheres que deixaram sua terra natal e partiram para uma aventura de esperança e fé, acreditando em dias melhores.

Traziam no coração saudades e  expectativas.

Encontraram vida difícil e sacrificada, outra cultura e novo idioma, muitas decepções e dificuldades, mas em momento algum desacreditaram.
Dançavam nos quintais de terra batida, cantando canções que falavam de alegria e amor.
Distraiam os corações apertados através dos sorrisos abertos, gestos fartos e fala fácil.
Venceram lentamente os primeiros e estafantes períodos de adaptação. Eles no campo, na roça, na lida, na lavoura.
Elas no  fogão de lenha, no desconforto da tábua de lavar roupa e demais atividades que lhes tomavam todo o dia.

É dessa “árvore” que descendo.
Forte, firme, determinada, alegre, saudosa, sensível, especialmente amorosa e acolhedora.
Como desistir, como desanimar, como sair sem tentar até as últimas consequências?
NÃO!                                                             

Definitivamente ainda não é hora de parar.
Decidi  continuar.  Seguir.
Afinal o sangue quente  italiano  fervilha em meu ser me lembrando que sou bisneta, neta, filha de um povo trabalhador e guerreiro.

 

Decidi retomar  e começar tudo novamente!
O sangue imigrante me fez retomar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>