Rememorar, reviver e “resignificar” a vida!

NA TRILHA DA ALEGRIA… VAMOS DESCOBRINDO NOSSOS RETALHOS…

O projeto “trilha da alegria” nasceu da vontade corajosa em rememorar, reviver e “resignificar”, ou seja, dar novo significado a vida.
Pequenos gestos, atitudes e comportamentos simples dos quais nos afastamos.
Olhar renovado, sorriso aberto, risos fartos em momentos de descontração!
Na trilha da alegria, vamos unindo nossos pequenos retalhos, um a um,  dando forma a coloridos e harmoniosos sonhos, fortalecendo esperanças, despertando a coragem para “mudar o final da nossa história, já que não podemos alterar o seu início”.

 Sua base e objetivo são simples: SER ALEGRE E FELIZ!
Cada um a sua maneira:  PESSOAL E INTRANSFERÍVEL!
Não temos regras, nem receitas, não seguimos teorias nem filosofias acadêmicas ou religiosas, somos tocados apenas por sentimentos renovadores e muita vontade de viver a vida sabiamente, sendo ALEGRE!
Aquele momento de alegria incontida, pedacinho colorido de lembranças de afeto, vai crescendo e ocupando seu lugar novamente no nosso coração.

Pensado e, especialmente preparado, para aqueles que pretendem reviver a leveza e a sinceridade de alma, ligado ao mais puro amor da criança interior!

É chegada a hora de procurar o caminho certo…

Trilhar a estrada de reencontro com a alegria, o sorriso, os abraços fraternos e ternos, as conquistas e realizações que se perderam na caixa de retalhos…

Por sorte ela ainda lhe pertence, está apenas esquecida no fundo do baú!
Vamos abri-la para encontrar o que de melhor existe… nossos retalhos coloridos… Afetuosas lembranças… para sempre nossas!

Vivemos, sentimos, choramos, rimos, abraçamos, beijamos, adormecemos e despertamos, sempre na certeza de que a vida vale a pena!
Simples assim!

Acertamos na escolha!

Conversando com amigos, concluímos que dependendo da escolha que fazemos, encontramos o caminho certo!

Qual é esse caminho?!
Aquele que leva ao encontro da realização, da alegria e da felicidade!
É muito bom quando seguimos na direção de nós mesmos!
Muitas vezes é preciso largar alguma coisa importante que diante dos olhares dos outros parece “loucura”, porém, passado algum tempo, é visível e comprovado que foi uma escolha acertada.
Afinal, você sabe o que é melhor: seguir o caminho escolhido. Isso basta! “Dar ouvidos” por quê?!

Certa vez, há algum tempo, passei por uma experiência bastante interessante:
Decidi retornar aos estudos, a intenção era buscar uma profissão.
Mas para isso acontecer, carecia uma transformação radical na rotina da família, inclusive mudar as crianças, então com 9 e 7 anos, de escola.
Eles estudavam em colégio particular e mais uma mensalidade não cabia no orçamento.
Decidimos então, que os filhos passariam para o ensino público para que pudéssemos arcar com as despesas da minha faculdade.
Uma decisão bastante difícil, noites de insônia e lágrimas incontáveis.
Após escolhermos pela transferência, o mais complicado foi enfrentar críticas e comentários desagradáveis, além dos julgamentos sem sentido, de pessoas próximas, não tão próximas e distantes, a “bola da vez” era comentar!
Já estava super difícil arcar com tal escolha, não precisávamos de mais essa carga, só nós sabíamos o quanto estava doendo.
O tempo passou.
E, boa parte dessa história, já é conhecida.

Hoje, recontando esses fatos, digo que valeu a pena!
Sou profissional, meus filhos também, não ficou nenhum trauma, nenhuma complicação, enfim, aparentemente um “descaso”, um “desrespeito”, uma “loucura”, transformou-se em realizações.
Somos felizes por superar dificuldades e seguir na “trilha da alegria”, afinal nos tornamos mais fortes diante de tantas conquistas!

 

É visível e comprovado que foi uma escolha acertada!

Encontramos o caminho certo!

Faça a sua escolha!

Vamos falar sobre a “trilha da alegria”.

Quando a coloquei no texto, a minha intenção era assinalar a sua importância na busca do melhor caminho em direção a nós mesmos!

Vivemos de escolhas.
Podemos escolher por um caminho ou outro.
Escolhi trilhar pela “alegria”!
Sorrir diante da dificuldade parece piegas mas não é!
Ficar chorando… Ranzinza… Deprimida… Sozinha… Chutar o pé da mesa… Bater porta… Gritar… Ofender… Achar culpados… Vítima do sistema… Esquecida por Deus… e assim vai… Para onde?!
Pronto! É aqui que paramos!
Vamos refletir:
Deixamos a mágoa invadir e ficamos doentes, entristecemos os que nos rodeiam e, cá pra nós, eles não têm nada a ver com isso!
Tudo isso só nos leva ao hospital, físico e emocional.
Devemos procurar um motivo forte para trilhar em direção a saída mais conveniente para enfrentar a situação difícil pela qual estamos passando, pois, por muitas vezes, escolhemos uma estrada asfaltada, barulhenta, movimentada, mas que não nos é útil, torna o nosso caminhar mais longo e cansativo, além de dificultar a nossa chegada.
Uma trilha é um caminho mais curto e, embora, as vezes nos pareça mais tortuoso, pode facilitar a nossa caminhada e determinar o “como” vamos chegar!
Sou uma pessoa que não duvida da mágica da vida, de seus mistérios e de seus ensinamentos.
E a alegria é marca constante daqueles que acreditam e têm fé na vida!
Vivemos para aprender e aceitar os desafios como instrumentos valiosos para fortalecer a nossa capacidade de reação.

Já dizia alguém por aí:
Dificuldade, todos nós passamos, o que nos difere uns dos outros é a maneira “como” passamos por elas, “como” as enfrentamos!

Reflita e faça a sua escolha!
Você é livre!  “Dono do seu nariz”… ou não?!          
Está em suas mãos.
Que tal a “trilha da alegria”?!
Te espero na próxima curva… kkkkkk….

Até lá!

SIMPLES ASSIM…

Estava refletindo sobre os últimos dias.
Quantas coisas nos acontecem ao mesmo tempo…

Rimos e choramos.
Pode ser de alegria, ou talvez de tristeza.
De saudades…
Ou pelo que conseguimos conquistar!
Somos fracos, mas também somos fortes!
Deixamos passar…
Mas também podemos agarrar!
Ao mesmo tempo que deixamos a criança brincar…
A maturidade se faz acertar!
Escondemos e ao mesmo tempo escancaramos…
Sentimentos que nos permitem emocionar!
Algumas vezes somos contidos e discretos…
Nos fechamos.
Usamos a chave para nos trancar!
Noutras exageramos…
Demonstramos sem pudor o que nos faz cativar!
Enquanto queremos, nos dedicamos.
E também deixamos…
A vida levar, o vento soprar, o sol brilhar, o mar acalentar!
Estamos presente, mas, ao mesmo tempo, podemos estar ausente…
Sozinhos, sem par!
Deixamos acontecer, ao mesmo tempo, queremos controlar…
Tentamos a vida segurar!
Sem sucesso…
Permitimos a lua brilhar!
Percebemos que não é possível impedir o dia de chegar…
O relógio de marcar…
Nem a noite acabar!
Então…
Deixamos o amor aproximar, entrelaçar, beijar…
O coração aconchegar…
Basta… AMAR!!!

Simples assim… 

NA TRILHA DA ALEGRIA VAMOS DESCOBRINDO NOVOS RETALHOS

Vivemos e não podemos negar, sentimos e não podemos apagar..

As mesmas preocupações, as mesmas contas a pagar, o mesmo chefe, o mesmo local de trabalho, de passeios, os mesmos colegas e assim vai, coisas boas, não tão boas, enfim, essa é a nossa vida!
Bom, admitimos que, ter para onde voltar é muito bom e dar continuidade faz de nós criaturas de sorte pois estamos produzindo e participando desta sociedade com dignidade.
Esse sentimento é marca em minha história de vida, hoje, percebo  que todas as dificuldades, toda a carência, o desamparo e até mesmo as decepções pessoais com parentes e amigos, tudo foi gratificante para o meu crescimento e amadurecimento pessoal, não sei quantificar mas qualificar.
Sabe quando aquilo que acontece com você, apesar de muito difícil lhe faz uma pessoa melhor? Pois é!
Foi assim que aconteceu comigo.
Dias complicados e secos… mas, acredite, consegui começar tudo de novo!
Forte, firme, determinada, segura.
Na trilha da alegria… especialmente amorosa e acolhedora.
Como desistir, como entregar, como desanimar, como sair sem tentar até as últimas conseqüências?
NÃO! Definitivamente ainda não era hora de se entregar. Decidi continuar. Seguir.
Dar novo significado em busca da alegria e da felicidade!
Novas oportunidades, novas possibilidades, novas conquistas, realizações!
Agora, no caminho certo!   

 

Cada peça, cada componente de nossa história pessoal, é na verdade, um pedacinho daquilo que vivemos por todos esses anos, é parte integrante de nossa vida… linda vida!

Retalhos de nós mesmos, daquilo que fomos, somos e seremos.