Faça a sua escolha!

Vamos falar sobre a “trilha da alegria”.

Quando a coloquei no texto, a minha intenção era assinalar a sua importância na busca do melhor caminho em direção a nós mesmos!

Vivemos de escolhas.
Podemos escolher por um caminho ou outro.
Escolhi trilhar pela “alegria”!
Sorrir diante da dificuldade parece piegas mas não é!
Ficar chorando… Ranzinza… Deprimida… Sozinha… Chutar o pé da mesa… Bater porta… Gritar… Ofender… Achar culpados… Vítima do sistema… Esquecida por Deus… e assim vai… Para onde?!
Pronto! É aqui que paramos!
Vamos refletir:
Deixamos a mágoa invadir e ficamos doentes, entristecemos os que nos rodeiam e, cá pra nós, eles não têm nada a ver com isso!
Tudo isso só nos leva ao hospital, físico e emocional.
Devemos procurar um motivo forte para trilhar em direção a saída mais conveniente para enfrentar a situação difícil pela qual estamos passando, pois, por muitas vezes, escolhemos uma estrada asfaltada, barulhenta, movimentada, mas que não nos é útil, torna o nosso caminhar mais longo e cansativo, além de dificultar a nossa chegada.
Uma trilha é um caminho mais curto e, embora, as vezes nos pareça mais tortuoso, pode facilitar a nossa caminhada e determinar o “como” vamos chegar!
Sou uma pessoa que não duvida da mágica da vida, de seus mistérios e de seus ensinamentos.
E a alegria é marca constante daqueles que acreditam e têm fé na vida!
Vivemos para aprender e aceitar os desafios como instrumentos valiosos para fortalecer a nossa capacidade de reação.

Já dizia alguém por aí:
Dificuldade, todos nós passamos, o que nos difere uns dos outros é a maneira “como” passamos por elas, “como” as enfrentamos!

Reflita e faça a sua escolha!
Você é livre!  “Dono do seu nariz”… ou não?!          
Está em suas mãos.
Que tal a “trilha da alegria”?!
Te espero na próxima curva… kkkkkk….

Até lá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>