DESABAFO

Me perdoem aqueles que visitam esta página e encontram sempre uma dose de incentivo para encontrarem o “caminho certo”. Mas, depois de algum tempo, vou me permitir um pequeno, mas profundo, desabafo.

Sei lá porque, acho que é… porque tá doendo muito… e o objetivo do “caixa de retalhos” é ser fiel aos eventos, alegres ou tristes, hoje vou falar de algo muito triste, infelizmente.

A amiga dos momentos difíceis… apenas isso…

Estava eu a pensar e refletir sobre alguns acontecimentos mais recentes.
Remexendo na minha “caixa de retalhos”, descobri que sou somente
“amiga dos momentos difíceis”, são “retalhos” grandes e pequenos que me fizeram relembrar inúmeras situações.
O que estou querendo dizer?!
Explico:

Sou lembrada sempre nos momentos em que alguém passa por uma dificuldade, uma provação, uma situação complicada pessoal, profissional e muitas delas com pessoas próximas ou familiares. Não estou falando do “atendimento” profissional, não, estou falando de contatos pessoais.
Descobri que não sou, na verdade, amiga, mas sim uma pessoa “confiável”, que “guarda segredos”, que “orienta”, que tem “bom ouvido”.
OK, você pode estar pensando: – mas isso é legal, é fraterno… sei lá, qualquer coisa piegas desse tipo.
Seria verdade se tivesse também o outro lado, mas não tem.
Não sou lembrada para festas, jantares, “chás”, visitas, passeios, enfim, essas coisas divertidas, lúdicas, que as pessoas fazem juntamente com os amigos. Não!
Mas quando alguma coisa não deu certo nestes eventos, acreditem, o número do meu telefone é o primeiro a ser lembrado. Aí, então, não existe pressa, compromissos ou qualquer outra dificuldade, fico horas ouvindo.
Repetidas vezes.
Gosto de conversar, sem dúvida, mas gosto também de ser lembrada para um bate-papo amigável e leve, onde a amizade é a tônica central e não as lamentações intermináveis.
Descobri também que não sou, na verdade amiga, mas uma pessoa talentosa, capacitada e disponível.
Aulas, palestras, substituir alguém “famoso” que não pode comparecer, ligam.
As vezes nem lembram de agradecer depois.
Não me convidam para conhecer a casa nova, não me convidam para um passeio no carro novo, não compartilham os bons momentos de uma viagem, e assim vai…

Por esses e muitos outros motivos, deixo aqui registrado as minhas reflexões sobre a percepção que causo em muitas pessoas, decididamente não sou uma pessoa “legal”, não sou uma pessoa para partilhar as conquistas e realizações, mas as decepções, confusões, espaços em branco, fracassos, falhas… e assim vai…

Sou apenas a amiga dos momentos difíceis…

3 ideias sobre “DESABAFO

  1. Disse tudo amiga. As vezes precisamos botar pra fora mesmo se não morremos engasgadas. Sabe aquela frase “cansei de ser boba, agora finjo” é assim…..Bj e abraço bem apertadinhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>