UMA NOVA LIÇÃO!

Antes de reabrir minha “caixa de retalhos” quero deixar um recadinho…

Às vezes nos perguntamos qual o motivo que nos leva a vivenciar determinadas situações, presenciar fatos ou acontecimentos, passar por experiências dolorosas,  não é mesmo?!

 

Nestes últimos meses foi a pergunta que mais ocupou a minha mente: Para que tenho que passar por isso?! Qual o motivo disso?
Ainda não encontrei uma resposta compatível com tudo o que me aconteceu, mas acredito, ou melhor, tenho fé que foi e ainda está sendo, importante para o meu aprendizado, para meu amadurecimento ou somente para que eu dê muito mais valor para as pequenas coisas.

 

 

Sentia um pequeno incomodo no olho esquerdo, tinha a sensação de “areia nos olhos”, pela manhã estava sempre vermelho e levemente inchado.
Quando o dia terminava a sensação era de ardor intenso, parecia “que tinha fogo…” e a visão se apresentava diminuída. A desculpa era de vista cansada, foi assim por mais algumas semanas.

Como não temos tempo a perder com bobagens, a vida foi seguindo com a pressa de todos os dias.

Até que numa manhã a dor era quase insuportável e me obrigou a procurar um médico.
Veio o primeiro diagnóstico: “ressecamento de pálpebra”, tratamento simples. Ok.
Não melhorava, ao contrário, só piorava, não conseguia abrir o olho e a dor aumentara muito, sem falar na visão que estava bastante prejudicada, voltei ao hospital, outro oftalmologista, uma doutora nada simpática que muito displicente disse:
“- A sra. não está fazendo o tratamento com seriedade…”
Até parece que com tanta dor e visão rebaixada eu deixaria de fazer o tratamento, bom, mas continuando… Com toda petulância que lhe cabia, trocou a medicação e me colocou para fora do seu belo consultório sem mais!

No mês de outubro de 2013, visitei novamente o centro oftalmológico e recebi outra resposta: “inchaço grave na córnea já bastante machucada”, daí a visão ruim, afastamento total de todas as atividades, inclusive a profissional. Novo tratamento. E mais uma vez a decepção, nada de melhorar.

Iniciado o ano de 2014 e finda as férias retornei a São Paulo, sem melhoras, nada de retrocesso dos sintomas.

Mais duas consultas em especialistas e nada, continuava a piorar até que “a coisa ficou feia de verdade”.
“Não enxergo sem óculos e muito menos com ele… não leio e não escrevo, não assisto TV muito menos computador… a ‘fotofobia’ me impede de sair, a dor é insuportável, a sensação de “areia nos olhos” é constante, e… (vou parar por aqui pra não ficar muito piegas)  no quarto escuro fiquei reclusa por, aproximadamente, dois meses”

Há pouco tempo encontrei “dois anjos”, profissionais sérios e competentes que deram novo rumo a minha vida!
O tempo perdido em idas e vindas, inúmeros medicamentos fortes e indiscriminadamente indicados numa quantidade excessiva me prejudicaram além da conta, pois o caso se tornou crônico e gravíssimo…
“Mas tem saída…”, me disse a médica!

A medicação é cara, o tratamento é lento, longo e doloroso, mas tenho sentido melhoras constantes, hoje assisto TV por algum tempo e até posso escrever este depoimento, tudo ainda é controlado, mas já me permite um contato com o mundo!
Ainda não consigo ler com facilidade, mas a Doutora afirmou que volto ao normal, demora, mas chego lá!

O simples gesto de abrir o olho e enxergar com clareza o que nos rodeia é uma tremenda conquista, perceber a tonalidade das cores e divisar os contornos, é bálsamo para quem não tinha mais essas percepções!

Agradeço a cada dia que posso abrir os olhos e ver a luz, conviver com ela e desfrutar das maravilhas que ela pode me proporcionar!

Descobri que “a cada dia basta o seu cuidado”, é perda de tempo a preocupação e a ansiedade, basta viver o hoje e tudo de maravilhoso que ele nos oferece!


Não sei se aprendi a lição, mas vejo tudo com muito mais clareza e é muito bom enxergar a vida como ela é: DIVINAMENTE PERFEITA!!! 

5 ideias sobre “UMA NOVA LIÇÃO!

  1. Querida amiga, como sempre não sabemos os designios de Deus, mas acreditando que nada é por acaso, só podemos tirar de tudo isto um grande aprendizado.
    Que Deus lhe fortaleça sempre e que a fé seja uma constante aliada em sua vida.
    Beijos,
    Neusa

  2. Boa tarde amiga!
    Que bom que você já está bem, e com seus lindos olhos vendo além das aparências…

    Fiquei perplexa, onde já se viu tratar com essa superficialidade qualquer problema nas vistas?
    E olha que estamos em São Paulo, capital, imagina no resto do Brasil…

    Beijo, paz e luz.

  3. Querida amiga, não sou a pessoa indicada a lhe responder qualquer coisa, porém, acho que você mesma já respondeu quando diz:”O simples gesto de abrir o olho e enxergar com clareza o que nos rodeia é uma tremenda conquista, perceber a tonalidade das cores e divisar os contornos, é bálsamo para quem não tinha mais essas percepções!”
    Eu cá com minhas dores constantes, às vezes me pego a pensar em Madre Tereza de Calcutá, Chico Xavier, com suas imensas dificuldades, mas sempre apostos para o trabalho e, ainda nem sequer cheguei aos pés desses abnegados tarefeiros da Seara do Mestre; portanto, acredito que seja esse nosso APRENDIZADO.
    Tenha FORÇA, FÉ E MUITA CONFIANÇA, pois, TUDO PASSA E ISSO TAMBÉM VAI PASSAR.
    Grande beijo no seu coração.

  4. BOA NOITE ELISETE, HOJE QUE LI SUA MENSAGEM, DESEJO QUE DEUS SEMPRE TE ABENÇOE E PROTEJA, DESEJO MELHORAS, E CURAS E PLENO RESTABELECIMENTO. FICA COM DEUS.

Deixe uma resposta para Sandra Basso Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>