“IBIRA” DE TODAS AS CORES!

Estive no Parque do Ibirapuera em São Paulo,
para um passeio neste domingo de sol!

 

 

Cada vez mais me encanto com a diversidade de frequentadores deste parque imenso e abençoado pela natureza!

 

Prestando um pouco mais de atenção é possível perceber “tribos para todos os gostos”.

 

Ricos e pobres, de perto ou de longe, de dentro da cidade, de fora do estado.
Atletas profissionais e amadores convivendo em harmonia.
Bicicletas coloridas cruzando por todas as partes, integrando a ciclo faixa ou simplesmente contornando o lago.

Tem quem corre e também quem faz apenas caminhada.
Tem o atleta de final de semana e aqueles com freqüência assídua.
Encontramos famílias, amigos, turistas.
Grupos de todas as idades, nacionalidades, idiomas diversos.

 

Tem velho, tem moço, cabeludos e carecas.
Esportes para jovens ou nem tanto.

 

É tudo muito especial!

 

 

Um parque maravilhoso!

 

 

 

Os animais fazem um show à parte:

Gatos e cães convivem muito bem.

Pássaros, patos, cisnes, gansos…
Gaviões e urubus.
Tem aqueles que vêm apenas visitar como um casal de papagaios ou moradores barulhentos como as maitacas.


Todos dividindo este espaço divino!

 

 

 

De todas as direções, famílias aparecem com suas cestas para um gostoso piquenique.


A meninada se encanta com tantos brinquedos para se divertir.
Idosos se exercitam nos aparelhos de ginástica espalhados por todos os cantos.
Os professores de educação física orientam seus alunos e as academias se identificam com suas camisetas de muitas cores!

Ah! O Parque do Ibirapuera, um idoso em plena forma!

Um coração verde pulsando no meio da cidade de São Paulo, sempre aberto para receber a diversidade de cores, formas e tamanhos que caracterizam nosso povo!

 

 

Certamente teríamos muito mais a comentar e considerar, mas vou ficando por aqui.

Afinal…
É o “IBIRA” de todas as cores!

Se você não conhece não deixe de visitar, se conhece venha compartilhar!

……………………………………………………………………………………………………………………….

Acredite, ser feliz só depende de você!

 

Este “retalho” não veio da minha “caixa”, ele foi enviado por uma amiga que nos acompanha faz tempo.
Juntas, resolvemos abrir “nossas caixas” para dividir algumas lembranças!
Aí vai…

 

 

 

“Era um inverno rigoroso, estava fora do meu país havia tempo e a saudade já batia a porta do coração.
Estávamos próximos das comemorações do aniversário da cidade e era uma data das mais celebradas por todos.
Era feriado.
Todos ficariam em suas casas dividindo aquele momento com suas famílias.

Vocês já perceberam que quando estamos fora do nosso convívio familiar e/ou dos amigos ficamos muito mais sensíveis e saudosistas? Pois é…
Era assim que eu estava naquela tarde chuvosa e fria vivendo em um país gelado no meio do nada!

Lembro-me muito bem:

Olhei pela janela e percebi que seria mais um dia solitário e triste.
Fazia-me companhia Xexéu, um gato preto peludo e preguiçoso e uma xícara de chá.
Levantei-me, coloquei a xícara vazia sobre a mesinha, acariciei o gato que cochilava em sua almofada, olhei mais uma vez para a janela, continuava a chover e o frio aumentava.

Na biblioteca tentei me concentrar na leitura, mas era impossível, meu pensamento misturava passado e presente.

Fui até a sala de jantar, tão grande, tão limpa e arrumada, senti uma angústia invadir-me o peito.
Olhava para aquela mesa e me parecia enorme…
Por instantes fiz uma viagem no tempo, lembrei-me da mesa da casa da vovó, posta com esmero pela velha e bondosa Catarina, que trabalhando tanto tempo em nossa casa já fazia parte da família…

O coração bateu forte e lágrimas quentes escorreram pelo rosto.
Parecia ouvir vozes e canções, crianças correndo, risos…
Tempos atrás aquela mesa estaria repleta, muita alegria no ambiente, não se falaria de coisas tristes e também não seria permitido estar só!

Porém neste dia frio e chuvoso, longe de minha terra e de minha gente, havia apenas uma alma solitária, vivendo das lembranças e das descobertas tardias que a vida proporciona.

Com certo esforço, controlei a emoção e degustei a pequena refeição, simples porém saborosa. Terminado, apanhei um copo de licor e voltei para a biblioteca, o pelo negro e espesso do gato arrepiava ao toque carinhoso da mão amiga, retribuía os carinhos com dengos e gracinhas.

Não chovia mais.

 

Escutava ao longe uma melodia alegre seguida de risos, provavelmente era da casa vizinha, lembrei-me, mais uma vez, de que também fora jovem, tivera muitos amigos, participava ativamente de inúmeras festas.

 

Amara muito a vida!
Divertira-me também.

Mas hoje tinha medo do futuro, nada devia esperar além de noites vazias e frias.
Solidão.
Pensei: “quantas mais virão além dessa?
Sentia o passar dos anos como o passar dos minutos.

Por alguns momentos consegui ser verdadeira diante de mim mesma e novamente chorei…

 

 

Vislumbrei a possibilidade de unir corpo e espírito em um exercício de RENOVAÇÃO, na certeza de realizar novos sonhos!

Resolvi que aquela seria minha última semana por lá, longe da família, dos amigos e da minha terra natal, percebi e senti que nada era mais importante do que estar próximo de quem amamos!
Com essa decisão dei Força ao Amor, a Fé, Otimismo e Esperança.

Diferentemente de tantas outras, aquela foi uma noite de paz, a mais linda e encantadora noite feliz.
A mais linda,  encantadora e feliz noite de decisão!”

Uma sensação fantástica que não se pode explicar para que não se perca o seu verdadeiro significado me levou a repensar, meditar, a buscar a renovação, deixar o velho e seguir o novo.

Voltar os olhos para o horizonte e vislumbrar a grandiosidade do mundo do qual fazemos parte, percebendo que não existe fim, somente começos e não se faz tarde para quem quer descobrir o caminho certo!

Acredite, você pode começar tudo de novo!!!

 

Abra seu coração deixe sair de dentro dele a mais bela canção, pensamentos em oração, transformando uma simples noite, como tantas outras, na mais linda e mágica noite que levará ao amanhecer de uma nova etapa, nova oportunidade, novas possibilidades, novas conquistas e realizações.

No entusiasmo renovado, na certeza da vitória, na vontade firme e determinada!

Sentindo a força mágica do Amor e da Alegria!     

Afinal é para isso que estamos aqui!

……………………………………………………………………………………………………

Foto mesa de jantar: http://blogervadocecasa.com/

……………………………………………………………………………………………………

AMO A VIDA!!! SEI QUE POSSO SER FELIZ…

As comemorações da Páscoa se foram.
A ressurreição de Jesus se processou.
Nós iniciamos uma nova etapa.
Renovamos votos de uma vida de luz e amor!

 

 

 

 

 

 

 

A vida é mesmo dinâmica.
Novas oportunidades surgem aonde julgávamos perdidas…
Hoje estou certa do amor de Deus por mim.
Sei que sou pequena diante de tanto Amor.
Mas o acolhimento me fez grande
Na amplitude de sentimentos e harmonização de esperança!

 

Saio desta renovada e percebo o quanto a vida é mágica!
Estava triste e desamparada
Decepcionada e magoada
Deus se fez presente em minhas preces…

 

 

E hoje estou pronta para novas trilhas
Sei o quanto preciso aprender
Mas na Sua Luz sou forte!

Seguir por outras estradas
Essa é minha meta
Sei que posso tropeçar
Mas Ele vai me segurar!

Posso cair e levantar
Dormir e acordar
Ficar alegre ou triste
Sou um ser em formação
Dentro deste aprendizado
Posso ser felicitada
Pois tive a coragem de dizer:
Sou feliz por ter Você!

 

Deus amado e bendito
Esteja sempre comigo
Pois quando estou fraca…
Tua luz se faz forte em mim!

AMO A VIDA!!!

SEI QUE POSSO SER FELIZ…

…………………………………………………………………………………………………………………………………………………