É DIA DE SÃO PEDRO!!!

ENCERRAMOS AS COMEMORAÇÕES JUNINAS FESTEJANDO SÃO PEDRO!

Por que celebramos “São Pedro” em 29 de junho?

Ao terceiro século, sob o reinado de Valeriano, o paganismo vigente destruía e saqueava todos os santuários e cemitérios cristãos.
Os fiéis então ocultaram no fundo das catacumbas de São Sebastião na Via Appia em Roma, os corpos dos seus grandes chefes espirituais, Pedro e Paulo.

Apesar de vaga e incerta, esta tradição diz que, quando despontou a paz, foram as venerandas relíquias restituídas aos seus jazigos primitivos.

Esta transladação se deu no dia 29 de junho, razão por que o cristianismo celebra nesta data a solenidade de São Pedro e São Paulo.

A força espiritual e institucional de Pedro exerceu uma importância tremenda na formação da Cristandade, tanto que a solenidade de São Pedro é uma das mais antigas da Igreja, sendo anterior até mesmo à comemoração do Natal.

Contam-nos as tradições que a vida do grande apóstolo esteve sempre entre “as rochas e as ondas”:

Nasceu Simão, filho de João, em Betsaida (casa da pesca), perto do lago de Genezaré, também chamado “Mar de Tiberíades”, convivia com seu irmão André e os dois filhos de Zebedeu, Tiago e João.

Era pescador, grandalhão e forte, homem simples e bondoso, de sensibilidade incomum, grande coração, mas quando se irritava chegava a assustar pois tornava-se muito violento, porém, passado algum tempo arrependia-se, chegando até as lágrimas nesse arrependimento e em seguida voltava a ser solicito e amorável.
Os seus sentimentos variavam como as ondas do mar.
Desconhecia dificuldades, suas e dos outros, as resolvia somente com o intuito de servir!

Por isso variava entre as ondas das emoções e a solidez do servir!

Foi esse Pedro que o dedo do Cristo escolheu, apontando-o como pedra angular da nova doutrina que o mundo ia conhecer, fundamentada no amor e na paz!

Foi o primeiro escolhido dentre os homens do mundo para discípulo do Divino Amigo, o primeiro a ter o privilégio de ouvir o “segue-me” de Jesus.

“- Pedro! Pedro! Tu és pedra, em que deposito toda a minha fé…”

Marcando com isso a definição do alicerce doutrinário do Cristianismo crescente.
O rochedo, a pedra, o fundamento da Igreja Cristã.

 

O Evangelho e os Atos nos mostram uma fase central de aproximadamente doze anos desde seu encontro com Jesus. Foi uma vida de aventuras contrastantes, pitorescas, muito movimentada e com um final edificante!

A personalidade inquieta, complexa e versátil tornou-se, pela graça de Deus, através da emocionante conversão, o “rochedo” do equilíbrio, da prudência e da humildade, simbolizada na sua morte na cruz. Pedro foi martirizado em Roma.

Conforme os Atos, ele teria pedido aos torturadores para crucificá-lo, não como seu Mestre, mas como um escravo: “- eu vos peço, crucificai-me assim, de cabeça para baixo e não de outra maneira…”

Jesus amou muito este homem forte, este amigo que escolheu para ser o fundamento visível de sua Igreja, primeiro apóstolo, figura de proa, à frente do navio ele navegou nas noites tempestuosas das tentações humanas e das perseguições.

Vida humildemente doada, seguida à imagem do Cristo, O Senhor o havia formado através da rude profissão da pesca para sua futura missão de pescador de almas e homens, mas  a partir de suas fraquezas humanas…

Pela força divina da verdade e do amor, o Espírito Santo transformou um pedregulho num rochedo!

PEDRO, o grande apóstolo, a PEDRA, aquele que foi esculpido pela força do trabalho, da dedicação e do verdadeiro e puro amor ao Mestre!

Nas tradições do catolicismo popular, principalmente o brasileiro, o dia de São Pedro é comemorado com fogueira, fogos de artifício, comidas típicas e quadrilha, encerrando as comemorações dos três santos juninos.

Fechamos assim o calendário brasileiro das festas juninas!

VIVA SÃO JOÃO !!!

Cada região do Brasil possui um costume diferente para comemorar as festas juninas, as variações vão desde o cardápio até as vestimentas, fazendo com que haja grande pluralidade, tornando especial essa comemoração!

 

Forró, quentão e canjica não podem faltar nos festejos juninos.

Mas para um arraiá ser bom de verdade, é preciso caprichar na decoração. Bandeirinhas, balões e fogueiras deixam o arrasta-pé ainda mais animado.

 

 

 

 

 

 

Nos arraiais juninos encontramos muitos elementos da nossa cultura popular que traduzem a crendice de cada região: – a quadrilha, o casamento caipira, a fogueira e os balões juninos. Bandeirolas,   simpatias e as comidas típicas.

 

Há muitos anos, era comum que nas festas juninas as imagens dos três santos do mês, Santo Antônio, São João e São Pedro, fossem gravadas em grandes bandeiras coloridas.

 

A apresentação do casamento na roça é muito engraçada, pois o noivo aparece bêbado, tentando fugir do altar por várias vezes, sendo capturado pelo pai da noiva que lhe aponta uma espingarda. Este conta com o apoio do delegado da cidade e do padre para que o casamento seja realizado.

Após a cerimônia, os noivos puxam a quadrilha.

A quadrilha, dança típica das festas juninas brasileiras é carregada de referências caipiras e matutas. A quadrilha surgiu nos salões da corte francesa e é de origem inglesa, uma dança de camponeses.

 

 

A festa realizada em volta da fogueira é para agradecer pelas fartas colheitas. Além disso, como a festa é realizada num mês frio, serve para aquecer e unir as pessoas em seu redor.

Cada santo tem uma fogueira, sendo a quadrada de santo Antonio, a redonda de São João e a triangular de São Pedro.

Os balões juninos serviam como uma forma de comunicação. Eram soltos com o objetivo de avisar parentes e vizinhos que a festança estava por começar.

As simpatias proporcionam aos convidados maior sorte no amor.
Os santos juninos são conhecidos como santos casamenteiros, mas santo Antônio é o mais influente deles.

As comidas típicas dessa festa tornaram-se presentes em razão das boas colheitas na safra de milho. Com esse cereal são desenvolvidas várias receitas, como bolos, caldos, pamonhas, bolinhos fritos, curau, pipoca, milho cozido, canjica, dentre outros.

 

 

 

 

Nas tradições populares o dia de São João é o mais comemorado com fogueira, fogos de artifício, comidas típicas, quadrilha e os demais componentes das festas juninas.
São João gosta muito de festas e no dia 24 de junho as fogueiras são acesas em sua homenagem e os fogos de artifício são lançados ao céu para “acordar o João” e chama-lo para a festa!

 

E assim a festança começa…

Capelinha de Melão é de São João
É de Cravo é de Rosa é de Manjericão
São João está dormindo
Não acorda não !
Acordai, acordai, acordai, João!

VIVA SÃO JOÃO !!!

 

…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

UM NOVO OLHAR PARA O SEU CAMINHAR!

Olá!

Estou muito feliz em ter você aqui!

Tenho um convite a lhe fazer, acredito que será bem interessante e trará energias renovadas para o seu caminhar!

 

 

Chega de se colocar na condição de vítima!

Tenha autonomia e domínio sobre sua própria vida, acredite e faça acontecer!

Saia do lugar comum.

Caminhe seguro, porque aqueles que não acreditam em você vão ficar parados e quando eles perceberem, você já caminhou tanto que eles o perderam de vista!

A vida está lhe dando uma oportunidade e é agora!

Aproveite!

É bem provável que você esteja totalmente preparado para ela, do contrário, não estaríamos juntos agora… Certo?

 

Por isso, não tenha medo de mudar, tenha medo de ficar parado!

Não perca mais tempo, inicie o novo caminho com força de vontade e vencerá muitas barreiras, será capaz de transpor obstáculos e alcançar a “trilha da alegria!”

A vida é curta, mas as emoções podem durar para sempre!

A grande oportunidade de mudar é hoje, é agora!

Chegou o momento de deixar adentrar em sua vida outras etapas que precisam ser experimentadas e vividas, encontrar nessa trilha a alegria interior que fará a sua vida verdadeiramente nova e surpreendentemente gratificante!

 

 

“Você não pode mudar o passado, mas pode mudar o amanhã com os teus atos de hoje”.

Não espere mais, já estamos preparados para esse novo caminho, a “trilha da alegria” nos aguarda!

Conto com você!

Reflita e faça a sua escolha!
O triunfo pode estar na próxima tentativa!

Deixe fluir o que de melhor existe!

Tome o poder pra si, seja dono de sua vida, assuma o comando e perceba a perfeição da vida agindo.


A alegria é marca constante daqueles que acreditam e têm fé na vida!

……………………………………………………………………………………………………………..