Ano Novo, Cara Nova!

Estes dias fiquei atenta aos sinais que a vida nos mostra quando estamos procurando um caminho, qualquer que seja ele, pessoal, profissional, espiritual.

 

 

Descobri que a melhor escolha está em sermos o que somos!

Bela descoberta né?!

Até parece que nunca ninguém falou sobre isso! Bah!

É, falou, explicou, pregou, apelou, publicou, ressoou, blá, blá, blá…

 

Mas você pratica, você se dedica a colocar a teoria na prática?!
Não né?! Hãm! Pois é! De que vale saber tanto e sobre, se não utiliza em benefício próprio e dos outros?!

 

Por esse motivo vou falar sobre a minha observação/descoberta.

Todos nós trazemos um talento, um dom, um porque estamos aqui, uma missão, um trabalho, um aprendizado, uma vocação.
Seja lá o nome que você queira dar a isso!

Eu chamo de paixão, não aquela que nos tira a razão, o chão, etc e tal.
Não!
Ao contrário, aquela que nos dá sanidade, racionalidade, que nos faz fincar os pés firmemente no chão!
Aquele amor pelo que fazemos que nos faz trabalhar sem perceber, que nos tira o sono e a fome, que não desistimos até que não tenhamos concluído o desejado e nem percebemos que foi difícil, trabalhoso, desgastante! 

 

A paixão que tem poder para transformar, apoiar, fortalecer, nos trazer prazer e felicidade, que nos torna tão alegre que parecemos bobos dando risadas sem parar!

 

Talvez pareça bobeira falar sobre isso em meio a tantas barbáries e irresponsabilidades, tanta falta de moral e de competência, de fatos bizarros que vemos todos os dias ao nosso redor, da falta de caráter que leva a corrupção e ao descaso, quando tantas vidas são roubadas ou destroçadas sem que ninguém dê o devido valor, e assim vai, quase ao infinito!

 

Mas se não fizermos nada além de reclamar, blasfemar, apontar o dedo no nariz do outro, acusar o comando ou o mando, responsabilizar apenas o governo ou a chefia, dizer o que esperamos que façam por nós, reiterarmos os nossos direitos esquecendo os nossos deveres, se não trabalharmos para mudar alguma coisa, por menor que seja, como podemos deitar e adormecer em paz, a tão apregoada PAZ, se não fazemos nada para melhorar!

Me lembro daquela fábula onde um passarinho tentava apagar o incêndio na floresta levando água do rio até o fogo num dedal.
Passou o REI LEÃO e zombou dele e de seu gesto dizendo ironicamente:
- Esperas mesmo que com teu trabalho tão pequenino, com apenas essa gota de água que carregas neste dedal vais apagar o fogo?! E deu uma gostosa gargalhada.

O pássaro, muito sério, olhou o REI nos olhos e respondeu:


- Ao menos estou fazendo a minha parte, pode ser pequena e é mesmo, mas não fujo aos gritos como os outros sem ao menos tentar salvar o que temos de mais valioso, nossa casa! E continuou o seu trabalho sem dar importância ao que o grande REI lhe disse.

 

Me leva a pensar que todos somos capazes de SER grande e amável, capazes de AMAR sem fazer força ou pedir algo em troca, capazes de ACREDITAR em dias melhores e nunca desistir!

É ai que descobri que podemos fazer por nós e pelo outro!

Espero que o Ano Novo nos leve a refletir profundamente em nossos atos e palavras. Que possamos descobrir qual a nossa paixão e trabalhar nela e por ela e assim dar uma cara nova a nossa vidinha tão sem graça e fazer o nosso melhor para transformar o mundo, pelo menos o nosso mundo, sem se importar com o julgamento dos outros, por maiores e importantes que sejam seus cargos, mandos e comandos!

 

Essa é a minha grande paixão:

Escrever… E levar até você um jeito melhor e maior de se AMAR, sendo O QUE VOCÊ REALMENTE É!

FELIZ ANO NOVO, DE CARA NOVA!

Até mais!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>